A Vida

Desde que criei esse blog, minha intenção era não ter muito foco em apenas um assunto específico, mas sim falar de coisas variadas que me interessariam como leitora.

Uma coisa que anda aparecendo muito em minha vida ultimamente são obstáculos, e é engraçado como cada um de nós tem uma maneira diferente de lidar com eles. A vida me fez aprender que não adianta adiá-los, eles sempre vão persistir. Não dá pra “estacionar” a sua vida e esperar que um muro se desfaça. Isso pode até acontecer uma ou duas vezes, principalmente nas relações familiares, mas não dá pra esperar que o mesmo aconteça na sua vida profissional, por exemplo.

É muito difícil encarar o problema de frente, principalmente quando você está em uma fase onde “se sente cansado de tudo” e pronto para apertar o botãozinho vermelho do “foda-se”. Mas isso não vai fazer da sua vida uma vida mais fácil ou mais feliz.

Às vezes o caminho certo é o caminho mais escuro, e que nos dá mais medo.

Aprendi que não adianta olhar para os céus e perguntar “Por que Deus?”, as respostas vêm com o tempo.

Não devemos nos arrepender do que fizemos, já está feito. É só pensar em como isso te faz uma pessoa melhor hoje, tenho certeza que contribuiu e te preparou para algo.

Nada vêm sem o esforço, merecimento e persistência.

Não adie o seu crescimento.

Muitas coisas fogem ao nosso controle e à nossa vontade. Não adianta querer se a vida não quer que aconteça.

Às vezes é preciso espaço, às vezes tudo o que você precisa é de você mesmo, se concentrar nos seus sentimentos, nos seus objetivos, em quem você é, e deixar para lá um pouco o que você esperava que fosse.

Se desfaça de antigos hábitos que hoje já não significam nada.

Muitas vezes precisamos terminar capítulos, e deixar que novos se escrevam. Zerar as expectativas, desprender dos planos que por algum motivo não deram certo mesmo depois de tanto empenho. Deixar coisas acabarem, e tomar decisões importantes em cima desses desafios.

Fracasse. Fracasse uma vez, duas vezes, três vezes… Quantas vezes for preciso! Mas aprenda tudo o que aquele fracasso te ensinou. Persista até haver forças, até você achar que pode ser diferente. Quando você ver que não tem como ser de outra forma, não importa o quanto você lute, tenha forças para tentar um outro caminho, um caminho que provavelmente hoje você o vê como escuro e inserto, mas nele você encontrará o recomeço, uma oportunidade de alguma forma tentar fazer de outro jeito.

Peça aos céus força. Isso é TUDO o que você precisa.

Só Deus sabe o melhor para cada um de nós. Só ele sabe o que se passa ao nosso redor. Confie.

Viva a vida, encare os problemas, entenda o que ele quer, o que você aprenderá com ele. Desista apenas se não houver solução.

E não deixe de fazer NADA por medo do desconhecido.

O desconhecido também pode trazer coisas boas. É importante não se acomodar e viver uma vida cheia de mesmice. Mudar também é parte da vida. Mude, invente soluções. Mostre quem você é e do que você é capaz.

A vida é feita para ser feliz e aprender com os erros, afinal, não dá pra viver sem eles. Então, vamos viver da melhor forma possível.  ∞

Anúncios

Filme Surpreendente da Vez: Lembranças

Lembranças

*Clique sobre a imagem para ver o trailer do filme

Sinopse:

Nova York. Tyler Roth (Robert Pattinson) é um jovem rebelde que não tem uma boa relação com o pai, Charles (Pierce Brosnan), desde que uma tragédia abalou sua família. Ele divide um apartamento com Aidan (Tate Wellington) e com ele sai para uma boate. Ao deixar o local, Tyler se intromete em uma briga. Neil Craig (Chris Cooper), um policial traumatizado pelo assassinato de sua esposa dez anos antes, é chamado ao local. Ele libera Tyler e Aidan, mas, após uma provocação de Tyler, lhe dá uma surra e manda prendê-lo. Dias depois, Aidan descobre que Ally (Emilie de Ravin), a filha de Neil, estuda com eles. Ele propõe a Tyler que tente conquistá-la, para se vingar. Inicialmente relutante, Tyler aceita a proposta. Só que, aos poucos, se apaixona por Ally.

Fonte: http://www.adorocinema.com

Minha opinião:

Esse filme me surpreendeu muito, muito, muito. Primeiro porque eu fiquei esperando o Robert Pattinson começar a brilhar a qualquer momento no filme, e não rolou, né?! Segundo, porque, ao contrario do que aparenta ser, o foco principal do filme não é um romance e o desfecho é o máximo de inusitado que poderia ser. O que eu achei bem válido, pois o filme conseguiu passar a todo o momento a mensagem que estava tentando propor, que é:

“O que quer que você faça na vida será insignificante mas é muito importante que faça, porque… ninguém mais vai fazer.”

E a ideia de viver cada dia de forma única, sem ficar adiando as coisas, por menos e mais simples que sejam. Não adie, nunca saberemos quando será tarde demais.

Achei um ótimo filme, apesar do desfecho inusitado final, concordo com ele, pois foi bem concreto na mensagem. Então ai está, uma dica de filme pro final de semana, um filme que pode fazer a diferença na sua vida ou forma de pensar. E eu não chorei! Isso é muito significativo, pois, eu choro com tudo!

Bom filme 😀

Filme Surpreendente da Vez: Quero Matar meu Chefe

*Clique na imagem para visualizar o trailer

Quero Matar meu Chefe

Sinopse:

Na trama três amigos decidem que a única coisa que poderia tornar o cotidiano monótono um pouco mais tolerável seria transformar seus chefes intoleráveis em fumaça. Pedir demissão não é uma opção e assim, com a ajuda de alguns drinques além da conta e do conselho duvidoso de um ex-detento malandro (Jamie Foxx), os três amigos bolam um plano complicado e aparentemente à prova de falhas para se livrarem de vez de seus empregadores.

fonte: http://www.filmow.com

Minha opinião:

Esse foi o último filme que assisti, é uma comédia com a Jennifer Aniston (que eu amo!) onde ela tem um papel que definitivamente fugiu do seu padrão. Como no próprio cartaz do filme já dedura, ela tem um lado “tarada” bem saliente, o que me surpreendeu muito, e isso, pelo menos pra mim, foi bem positivo. ela conseguiu mostrar um outro lado que os filmes nunca haviam explorado antes. Pena que a maior parte das pessoas que comentam no filmow.com não curtiram.

Quanto ao filme em si, achei uma comédia ótima e bem leve de assistir, impossível de realmente de acontecer de verdade como a grande maioria das comédias, mas tem todo o charme particular com o tipo de humor mais tranquilo. É bem do tipo de comédia que gosto, embora tenha partes um pouco vulgares, não é predominante e nem apelativo, conta com ótimas atuações, e uma história divertida e diferente de todas as comédias.

Portanto, adorei, e INDICO para todos!