Ah! O amor…

Para meus amigos que estão…SOLTEIROS.O amor é como uma borboleta.
Por mais que tente pegá-la, ela fugirá…
Mas quando menos esperar, ela está ali do seu lado.
O amor pode te fazer feliz, mas as vezes também pode te ferir. Mas o amor será especial e apenas quando você tiver o objetivo de se dar somente a um alguém que seja realmente valioso.
Por isso, aproveite o tempo livre para escolher.
Amor não é se envolver com a “pessoa perfeita”, aquela dos nossos sonhos.
Não existem príncipes nem princesas.
Encare a outra pessoa de forma sincera e real, exaltando suas qualidades, mas sabendo também de seus defeitos.
O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser.

Para meus amigos que gostam de…PAQUERAR.Nunca diga “te amo” se não te interessa .. Nunca fale sobre sentimentos se estes não existem. Nunca toque numa vida, se não pretende romper um coração. Nunca olhe nos olhos de alguém, se não quiser vê-lo derramar em lágrimas por causa de ti. A coisa mais cruel que alguém pode fazer é
permitir que alguém se apaixone por você, quando você não pretende fazer o mesmo.

Para meus amigos…CASADOS.O amor não te faz dizer “a culpa é”, mas te faz dizer “me perdoe”.
Compreender o outro, tentar sentir a diferença, se colocar no seu lugar.
Diz o ditado que um casal feliz é aquele feito de dois bons perdoadores.
A verdadeira medida de compatibilidade não são os anos que passaram juntos; mas sim o quanto nesses anos vocês foram bons um para o outro.

Para meus amigos que têm um CORAÇÃO PARTIDO.Um coração assim dura o tempo que você deseje que ele dure, e ele lastimará o tempo que você permitir.
Um coração partido sente saudades, imagina como seria bom, mas não permita que ele chore para sempre.
Permita-se rir e conhecer outros corações.Aprenda a viver, aprenda a amar as pessoas com solidariedade, aprenda a fazer coisas boas, aprenda a ajudar os outros, aprenda a viver sua própria vida.
A dor de um coração partido é inevitável, mas o sofrimento é opcional.
E lembre-se: é melhor ver alguém que você ama feliz com outra pessoa, do que vê-la infeliz ao seu lado.

Para meus amigos que são…INOCENTES.
Ela(e) se apaixonou por ti, e você não teve culpa, é verdade.
Mas pense que poderia ter acontecido com você. Seja sincero, mas não seja duro; não alimente esperanças, mas não seja crítico; você não precisa ser namorado(a), mas pode descobrir que ela(e) é uma ótima pessoa e pode vir a se tornar uma(um) grande amiga(o).

Prá terminar. Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata….Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra, é bobagem.
Vc não só não esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela….. Um Dia nós percebemos que as mulheres tem instinto “caçador” e faz qualquer homem sofrer… Um dia descobrimos que se apaixonar é inevitável…
Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples……
Um dia percebemos que o comum não nos atrai… Um dia saberemos que ser classificado como o “bonzinho” não é bom .. . Um dia perceberemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em vc… Um dia saberemos a importância da frase: “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas…”
Um dia percebemos que somos muito importante para alguém, mas não damos valor a isso…
Um dia percebemos como aquele amigo faz falta, mas ai já é tarde demais…

Enfim…Um dia descobrimos que apesar de viver quase um século, esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para dizer tudo o que tem que ser dito…

O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida, ou lutar para realizar todas as nossas loucuras…

Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação.

Mario Quintana

O Ciclo da Vida

A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina. Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente. Nós deveríamos morrer primeiro, nos livrar logo disso.

Daí viver num asilo, até ser chutado pra fora de lá por estar muito novo. Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar. Então você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante pra poder aproveitar sua aposentadoria. Aí você curte tudo, bebe bastante álcool, faz festas e se prepara para a faculdade.

Você vai para colégio, tem várias namoradas, vira criança, não tem nenhuma responsabilidade, se torna um bebezinho de colo, volta pro útero da mãe, passa seus últimos nove meses de vida flutuando. E termina tudo com um ótimo orgasmo! Não seria perfeito?

Charles Chaplin

Depende de Mim

Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer antes que o relógiomarque meia-noite.
É minha função escolher que tipo de dia vou ter hoje.
Posso reclamar porque está chovendo… ou agradecer às águas porlavarem a poluição.

Posso ficar triste por não ter dinheiro… ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças, evitando o desperdício.

Posso reclamar sobre minha saúde… ou dar graças por estar vivo.

Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria…. ou posso ser grato por ter nascido.
Posso reclamar por ter que ir trabalhar…. ou agradecer por ter trabalho.

Posso sentir tédio com as tarefas da casa… ou agradecer a Deus por ter um teto para morar.
Posso lamentar decepções com amigos… ou me entusiasmar com a possibilidade de fazer novas amizades.

Se as coisas não saíram como planejei, posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar. O dia está na minha frente esperando para ser o que eu quiser.

E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma.

Tudo depende só de mim.

Charles Chaplin.

Porque as Mulheres Enlouquecem os Homens

Mulher – Onde você vai?

Homem – Vou sair um pouco.

Mulher – Vai de carro?

Homem – Sim.

Mulher – Tem gasolina?

Homem – Sim… Coloquei.

Mulher – Vai demorar?

Homem – Não… Coisa de uma hora.

Mulher – Vai a algum lugar específico?

Homem – Não… Só rodar por aí.

Mulher – Não prefere ir a pé?

Homem – Não… Vou de carro.

Mulher – Traz um sorvete pra mim!

Homem – Trago… Que sabor?

Mulher – Manga.

Homem – Ok… Na volta eu passo e compro.

Mulher – Na volta?

Homem – Sim… Se não derrete.

Mulher – Passa lá, compra e deixa aqui.

Homem – Não… Melhor não! Na volta… É rápido!

Mulher – Ahhhhh!

Homem – Quando eu voltar eu tomo com você!

Mulher – Mas você não gosta de manga!

Homem – Eu compro outro. . De outro sabor.

Mulher – Aí fica caro… Traz de cupuaçu!

Homem – Eu não gosto também.

Mulher – Traz de chocolate… Nós dois gostamos.

Homem – Ok! Beijo… Volto logo…

Mulher – Ei!

Homem – O que?

Mulher – Chocolate não… Flocos…

Homem – Não gosto de flocos!

Mulher – Então traz de manga pra mim e o que quiser pra você.

Homem – Foi o que sugeri desde o começo!

Mulher – Você está sendo irônico?

Homem – Não tô não! Vou indo.

Mulher – Vem aqui me dar um beijo de despedida!

Homem – Querida! Eu volto logo… Depois.

Mulher – Depois não… Quero agora!

Homem – Tá bom! (Beijo)

Mulher – Vai com o seu ou com o meu carro?

Homem – Com o meu.

Mulher – Vai com o meu… Tem CD player… O seu não!

Homem – Não vou ouvir música… Vou espairecer…

Mulher – Tá precisando?

Homem – Não sei… Vou ver quando sair!

Mulher – Demora não!

Homem – É rápido… (Abre a porta de casa)

Mulher – Ei!

Homem – Que foi agora?

Mulher – Nossa! Que grosso! Vai embora!

Homem – Calma… Estou tentando sair e não consigo!

Mulher – Porque quer ir sozinho? Vai encontrar alguém?

Homem – O que quer dizer?

Mulher – Nada… Nada não!

Homem – Vem cá… Acha que estou te traindo?

Mulher – Não… Claro que não… Mas sabe como é?

Homem – Como é o quê?

Mulher – Homens!

Homem – Generalizando ou falando de mim?

Mulher – Generalizando.

Homem – Então não é meu caso… Sabe que eu não faria isso!

Mulher – Tá bom… Então vai.

Homem – Vou.

Mulher – Ei!

Homem – Que foi, cacete?

Mulher – Leva o celular, estúpido!

Homem – Pra quê? Pra você ficar me ligando?

Mulher – Não. Caso aconteça algo, estará com celular.

Homem – Não… Pode deixar…

Mulher – Olha… Desculpa pela desconfiança, estou com saudade, só isso!

Homem – Ok, meu amor. Desculpe-me se fui grosso. Tá, eu te amo!

Mulher – Eu também! Posso futricar no seu celular?

Homem – Pra quê?

Mulher – Sei lá! Joguinho!

Homem – Você quer meu celular pra jogar?

Mulher – É.

Homem – Tem certeza?

Mulher – Sim.

Homem – Liga o computador. . . Lá tem um monte de joguinhos!

Mulher – Não sei mexer naquela lata velha!

Homem – Lata velha? Comprei pra a gente mês passado!

Mulher – Tá… Ok… Então leva o celular senão eu vou futricar…

Homem – Pode mexer então… Não tem nada lá mesmo…

Mulher – É?

Homem – É.

Mulher – Então onde está?

Homem – O quê?

Mulher – O que deveria estar no celular mas não está…

Homem – Como!?

Mulher – Nada! Esquece!

Homem – Tá nervosa?

Mulher – Não… Tô não…

Homem – Então vou!

Mulher – Ei!

Homem – O que ééééééé, caralho?

Mulher – Não quero mais sorvete não!

Homem – Ah é?

Mulher – É!

Homem – Então eu também não vou sair mais não!

Mulher – Ah é?

Homem – É.

Mulher – Oba! Vai ficar comigo?

Homem – Não vou não… Cansei… Vou dormir!

Mulher – Prefere dormir do que ficar comigo?

Homem – Não. . . Vou dormir, só isso!

Mulher – Está nervoso?

Homem – Claro, porra!

Mulher – Porque você não vai dar uma volta para espairecer?

Pois é, que atire a primeira pedra a mulher que não se viu em pelo menos uma dessas paranóias, e também a pessoa que não ficou irritado só de ler esse texto. Pois é… tá na hora de refletir sobre algumas coisinhas, né?

Mas, se você não concorda, deu pra dar uma risadinha pelo menos. 🙂