Dia de Mudança \o/

Blog de cara nova, uoooba!

Estava cada dia mais injuriada em querer fazer algumas coisas que ter que arrumar uma gambiarra pra ficar parecido com o que eu gostaria, então decidi perder o medo de fuçar no wordpress e meti a cara meeesmo.

E não é que gostei?! Aqui tem bem mais recursos e é bem mais próximo do que eu estava querendo mesmo, no outro eu não tinha nem corretor ortográfico, independente até do navegador que eu estava usando, era um saco!

Esse ainda não está 100% como eu quero, mesmo porque estou mantendo free, pelo menos por enquanto, maaas, já está de bom tamanho por hora.

Os posts vão ser feitos só aqui, o outro vou arrumar um jeito de deletar, então, é isso ai.

Bem vindos de volta! :*

Anúncios

Joguinho Viciante da Semana: Lep’s World

Quem nunca foi viciado em Super Mario que atire a primeira pedra! Pois é… falta a genial ideia de criar o joguinho pra iPhone, não acham não?! Baixando os joguinhos da vida que achei o Lep’s World, um app suuuuper parecido com o nosso querido Mario *–*. O game trás a história do duente Lep, que perdeu suas moedinhas de ouro enquanto tirava um cochilo, e agora vai de fase em fase à procura delas. Os gráficos são bem a cara do Mario mesmo, como podemos ver nas imagens abaixo:

Todas as fases começam e terminam com um arco-íris. O duendezinho pode ir para frente, para trás, pular, e ir pegando as nozes e atirá-las nos inimigos.

Em cada fase encontramos 3 potes de ouro durante o percurso.

Encontramos também vários monstrinhos que podemos matar pulando em cima, ou atirando nozes.

Algumas semelhanças com o Super Mario até me fizeram rir, mas o jogo em si é bem legal e não é dificíl não. Infelizmente só é encontrado free o modo demo, com apenas uma fase de cada cenário para teste.

O bom é que está disponível também para celulares com Android, e também pra quem tem Jailbreak. 😀

Have fun 🙂

Top 5 Filmes: Suspense

Entre as categorias de filmes, suspense misto com ação são os tipos de filmes que mais me atraem. Digo isso porque, apesar de gostar de filmes que eu quero um final e sei que o filme tem esse final, gosto mais da ideia de não saber como o filme vai acabar, ou não saber como é que vão fazer para conseguir tal façanha.

Pensando nesses finais e desfechos surpreendentes, selecionei alguns filmes clássicos e meus favoritos para deixar como dica para vocês.

Aqui vai.

Clique sobre as imagens para ser direcionado para o clipe do filme.

1º Efeito Borboleta

Sinopse:

Evan é um rapaz que teve certos problemas de memória quando garoto. Já crescido, ele descobre uma capacidade de poder viajar pelo tempo através desses buracos em suas lembranças. Ele utiliza desse poder para poder ficar com a garota dos seus sonhos, porém, isso o insere em um ciclo que, a cada vez que ele utiliza esse poder, algo de muito ruim acontece a alguém querido de sua vida. Evan tenta então, voltando sempre no tempo, salvar as pessoas, mas por mais que se esforce, alguém sempre vai sair perdendo.

Fonte: www.cineplayers.com/

Minha opinião:

Este, apesar de não ser o primeiro filme neste sentido que assiste, foi o que me chamou mais a atenção para essa categoria. Apesar da história inteira ser muito diferente ao que estamos acostumados nos filmes em geral, e ter uma forte temática abordando assuntos como pedofilia e psicologia, o final me chamou muito a atenção, pois é incomum e consegue não ser decepcionante. Não entendeu? Assista o filme que fica mais claro. 😉

2º Seven – Os Sete Crimes Capitais

Sinopse:

Dois policiais, um jovem e impetuoso (Brad Pitt) e o outro maduro e prestes a se aposentar (Morgan Freeman), são encarregados de uma perigosa investigação: encontrar um serial killer que mata as pessoas seguindo a ordem dos sete pecados capitais.

Fonte: www.adorocinema.com

Minha opinião:

Apesar deste ser o filme mais velho do meu top, como já disse acima, foi o Efeito Borboleta que concretizou o meu interesse nessa categoria. Esse filme é bem conhecido, e aborda a história de um serial killer que mata suas vitimas baseando-se nos pecados capitais. O atrativo dele é justamente o mistério da identidade do infeliz, e como ele provoca as mortes, sinceramente, acho que o  autor de Jogos Mortais se baseou nas mortes desse filme, pois são bem elaboradas e cheias de frieza.

3º 72 Horas

Sinopse:

John Brennan (Russell Crowe) é um professor universitário que leva uma vida perfeita, até sua esposa Lara (Elizabeth Banks) ser acusada de ter cometido um crime brutal. Ela jura que não é a autora do crime. Após três anos de recursos judiciais sem sucesso, John percebe que o único meio de ter sua esposa de volta será tirando-a da prisão. Ele tem apenas 72 horas para elaborar o plano e executá-lo.

Fonte: www.adorocinema.com

Minha opinião:

Na metade do filme comecei a ficar com aquela dúvida: “será que foi ela?”. E ali nos 45 minutos do segundo tempo, a minha reação foi aquele clichê de filmes de terror “não faça isso idiota, não faça isso!!!! eles vão te pegar!!!!”. Pois é, muitas emoções, rsrs. O ápice fica realmente na fuga da cadeia, e nos contratempos que surgem. E então, quando tudo parece bem, começa a ficar mais e mais complicado, e finalmente, um final que até mesmo o expectador se engana.

4º Contra o Tempo

Sinopse:

“Contra o Tempo” acompanha o capitão Colter Stevens (Gyllenhaal), que acorda no corpo de um outro homem e descobre que faz parte de uma missão para salvar Chicago de um trem desgovernado. Em uma tarefa que não se parece a nenhuma das que já realizou, percebe que é parte de um experimento do governo chamado “Source Code,” um programa que lhe permite passar pela identidade de outro homem nos últimos 8 minutos de sua vida. Ele tem poucos minutos para descobrir o que irá acontecer com o trem.

Fonte: www.cinepop.com.br

Minha opinião:

Contra o tempo recriou o conceito do “Efeito Borboleta”, indo e voltando no tempo, mas com “explicação” e circunstância diferentes. Este filme é daqueles que só vai fazer sentido quando está quase na metade, aiiiii que você vai começar a entender, isso junto com o personagem, porque até ele ficou meio perdido nesse filme. rs, mas calma, faz parte da trama. O que ainda me deixa um pouco confusa é o final, pois não é 100% esclarecedor, mas é um ótimo final, completamente imprevisível, principalmente quando você já está conformado.

5º Código de Conduta

Sinopse:

Clyde (Gerard Butler) é um dedicado pai de família que testemunha sua esposa e filha serem assassinadas. Um dos culpados ganha liberdade graças a um acordo feito com o ambicioso promotor Nick (Jamie Foxx). Anos depois o assassino é encontrado morto e Clyde é preso mesmo sem provas contra ele. Seu unico objetivo, é denunciar o corrupto sistema judicial nem que para isso tenha que matar um a um, todos os envolvidos. Mas, se Clyde já está na cadeia, como o promotor poderá impedi-lo se ele está sempre um passo a frente de todos?
Fonte: www.cinepop.com.br

Minha opinião:

Surpreendente. Essa palavra traduz esse filme. Ou como diria uma amiga minha em uma sessão “Cinema em Casa”, vermelho, preto, marrom e cinza seriam as descrições ideais para ele. Não deixa de ser verdade. De todos da lista, este é que envolve mais trama e planejamento em nível hard, quando você percebe, já está rolando um “buuuuuuuuuuuuuum” em alguém do filme de formas inimagináveis. Eu que estava em casa fiquei com medo de atender o celular se tocasse! (piadinha que só quem assistiu o filme vai entender).

É isso minha gente, esses filmes são bem particulares para o meu gosto, envolvem bastante raciocínio e exigem atenção para não correr o risco de perder alguma coisa e ficar boiando no final. Espero que gostem, assistam, e deixem um comentário indicando filmes para quem sabe, um futuro post.

Enjoy. 😀